sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Figurino de Mamma Mia!

Já imaginaram como ficará Saulo Vasconcelos com esse figurino de Mamma Mia!?

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Especial , entrevista exclusiva com Saulo Vasconcelos !



Primeiramente nós do blog ArtMusic , queriamos agradecer novamente a atenção concedida por Saulo Vasconcelos e lhe dizer que é uma honra imensa poder divulgar ainda mais seu trabalho... Espero que todos gostem!
Editoras!




Blog:O que mais te marcou em fazer O FANTASMA DA ÓPERA?

Saulo Vasconcelos: Definitivamente, o que me marcou foi a oportunidade de fazer esse papel tantas vezes. Em duas línguas. Consequentemente, em dois países. Com reações de platéia diferentes, em épocas diferentes. Existe uma mística em torno desse espetáculo que é indescritível. Há um vídeo no youtube, onde você pode ouvir as pessoas chorando na última apresentação. São pessoas que foram 20, 30 e, pasmem!, mais de 100 vezes! Foi tão importante esse musical pra cidade de São Paulo, que influenciou significativamente o turismo! Houve até uma matéria sobre isso que saiu no SBT na época. Eu vi minha vida mudando radicalmente. De repente, eu tinha uma projeção enorme. Pessoas por todos os lados querendo saber quem eu era. Sendo que eu já era um veterano de musicais! Resumindo, foi uma experiência inesquecível, transformadora. E eu me sinto muito agradecido e me sinto muito privilegiado por tê-la vivido.




Blog: O que você acha de jovens que pretendem ingressar na carreira dos musicais?

Saulo Vasconcelos: Acho extremamente válido e necessário. Além de ser um processo natural. No Mamma Mia, será possível ver muita gente nova. Tanto de idade, como de experiência. O público ganha com essa mistura da experiência e a disposição e entusiasmo da juventude! O que mais me fascina na galerinha é o fato deles curtirem estar no teatro Abril, referência de qualidade no Brasil inteiro. No primeiro dia, eles estavam muito impressionados e felizes pela oportunidade que lhe foi dada de fazer parte desse elenco. E isso motiva demais quem está no grupo, acompanhando tudo de perto.

Blog: Qual foi a pessoa que mais te ajudou (apoiou) na sua carreira, até hoje?

Saulo Vasconcelos: Os amigos. O meu empresário, Cleto Baccic, também ajudou muito. Ele me procurou no momento certo da minha vida. E criamos uma relação de amizade, carinho e respeito muito grande. Por outro lado, existe a família, produtores, diretores, colegas de cena, enfim, pessoas que foram importantes na minha vida, que de uma forma indireta, ou mesmo direta, me deram conforto e tranquilidade na vida pessoal, pra encarar os desafios da carreira. Os medos, inseguranças, desconfianças. Aspectos de toda e qualquer carreira que pretende ser recheada de sucessos.




Blog: Até quando vai essa temporada de MAMA MIA em São Paulo, e quais são suas expectativas em seu papel “SAM”?


Saulo Vasconcelos: Não há previsão definida. Minhas expectativas pro Sam são as melhores possíveis! Ele é um cara extremamente bem sucedido, divorciado, dois filhos. E lhe foi dada a oportunidade de resolver uma coisa muito marcante em sua vida, ocorrida 21 anos atrás. Esse tipo de papel é sempre um presente pro ator. Porque vem carregado de complexidades e camadas que são um deleite pro ator. Além, é claro, de uma direção primorosa e cheia de detalhes do Robert McQueen. Um cara genial, de um corção e alma inigualáveis, que me ensinou muito de teatro e da humanidade.


Blog: Você pretende lançar outro CD como PRETTY WORDS?

Saulo Vasconcelos: Por enquanto é só uma ideia. Mas já estive em studio pra gravar duas músicas novas (já conhecidas, não são inéditas) pra dar de presente pros fãs cadastrados no site. Espero que eles gostem!




Blog: Como você se sente em relação aos seus Fãs?

Saulo Vasconcelos: Agradecido. Honrado. Eles são uma força invisível que me move, que me faz querer me superar, continuar aprendendo. Que me levam a querer continuar dando pra eles um espetáculo de alta qualidade. Mesmo porque existe um momento de inquietude nos ensaios, onde se faz necessária e urgente a existência de uma platéia. Porque depende da aprovação dessa platéia saber que estamos no caminho certo. Com o choro, a emoção, o riso... É deles que vem essa sensação deliciosa de que faríamos o que fazemos de graça.

Blog: Como foi o inicio de sua carreira?

Saulo Vasconcelos: Comecei informalmente tocando bateria. Fui pra uma escola de música aprender teoria e o instrumento em si. Isso na adolescência. Quando entrei na universidade comecei a cantar em coral. Isso em 1992. Depois parti pra ópera em 1997. O que me fez querer aprender mais de teatro. Até então eu cantava sem a existência de um personagem. Quando ingressei na Ópera, a coisa mudou. Havia uma estória a ser contada. Por isso procurei aulas de teatro. Em 1994 cantei no Carneggie Hall, uma sala de concertos conceituadíssima de Nova Iorque. Em 1997 debutei na ópera Madame Butterfly, no Teatro Nacional de Brasília. Ainda em 97 tive meu primeiro contato com musicais, com Jesus Christ Superstar, onde fiz o papel de Judas. Até hoje, uma das coisas mais difíceis que já fiz na vida. Em 1999, ingressei em teatro musical de vez, com O Fantasma da Ópera, na Cidade do México. Em 2001, vim pro Brasil, pra Os Miseráveis. 2002, foi a vez de A Bela e a Fera. 2004, Cidade do México de novo, pra Los Miserables. 2005, O Fantasma da Ópera, em São Paulo. 2007, Aída, de Elton John, também em São Paulo. 2008, A Noviça Rebelde no Rio. Em 2009 viemos com o espetáculo pra São Paulo. Em 2010, veio CATS e agora Mamma Mia.


Agora para descontrair! :D

Blog: Indique a nós os cinco musicais que você já tenha feito ou não, que você mais goste?

Saulo Vasconcelos: Não dá pra ser só cinco. Não tem como. Então eu vou adicionar a todos que eu já fiz o Next to Normal e Man of La Mancha.

Blog: Quais foram às últimas 10 músicas que você ouviu ultimamente no seu Iphone?

Saulo Vasconcelos: Fácil... tem uma lista aqui das mais tocadas...


1)Dis Que Tu Me Retiendras, do Garou
2)Face the Pain, do Stemm
3)Do What You Have to Do, da Sarah MacLachlan
4)Monastery of La Rabida, do Vangelis
5)I Got a Feeling, do Black Eyed Peas
6)Sad Statue, do System of a Down
7)Hollow Years, do Dream Theater
8)Set the World On Fire, do Symphony X
9)Cuando Nadie Me Ve, do Alejandro Sanz
10)Adagio for Strings, de Samuel Barber

Blog: Como foi interagir com o publico no intervalo de “Cats”, em MAMA MIA isso vai ser possível ?

Saulo Vasconcelos: Pra isso quero mandar um vídeo. Está no link: http://saulovasconcelos.blogspot.com/2010/10/duas-semanas-depois-do-fim-de-cats.html
a imagem vale mais do que mil palavras.
Com o Mamma Mia, infelizmente, isso não será possível! Uma pena! Foi incrível poder saber, na hora, o que o público estava achando!!


Blog Art Music

Revista Caras Agenda: Encontro animado - edição 886

Laura Keller, a Mulher Múmia, Salete Campari, Saulo Vasconcelos e Cleto Baccic, estrelas do musical inédito Mamma Mia!, e o designer de calçados Fernando Pires no Museum Dinning Club, em SP.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Mamma Mia por Ubiratan Brasil

Acabo de voltar de Nova York, onde, em uma rápida passagem, assisti a dois musicais. Um a trabalho, motivo principal da viagem. O outro, por prazer. Falemos primeiro de negócios. A convite da T4F, fui acompanhar a versão americana de Mamma Mia!, cuja montagem nacional estreia no dia 11 de novembro, no Teatro Abril. Como serão versões muito semelhantes (como sempre acontece nos espetáculos montados no Abril), já serviu como comparação.

Claro que o encanto maior são as músicas do ABBA. Incrível como conquistaram uma longevidade depois de um período de esquecimento, entre os anos 1980 e início dos 90. Há uma vibração contagiante, mesmo que as letras sejam pueris. E isso é traduzido no palco a partir de uma coreografia extremamente física, especialmente entre os atores mais jovens. É realmente de tirar o fôlego, lembrando em alguns momentos o segundo ato de Cats, em que também os ‘gatos’ exibem seu contorcionismo acrobático.

Estou curioso para ver como será a nossa versão. Agora, em um detalhe acredito que o Mamma Mia! brasileiro deverá ser um tanto superior: nas interpretações. Os americanos são corretos, têm a intenção certa na voz, os maneirismos adequados mas senti falta de um pouco de naturalidade. Um detalhe deve ser levado em conta: a apresentação que vi, na sexta-feira, marcava a estreia de cinco atores em papeis chave, especialmente a de Donna, vivida por Mery Streep no cinema. Assim, havia uma expectativa muito grande entre eles, o que é plenamente natural. E, como acontece em todo lugar, passada a estreia, os atores vão se estruturando e se adaptando ao seu papel, criando as suas particularidades.

Mesmo assim, aposto minhas fichas nos brasileiros, que já demonstraram não só potencialidade vocal mas também cênica. Falo especialmente de Saulo Vasconcelos e Kiara Sasso, que já vi e aprovei em outras montagens. Confesso ter especial curiosidade para acompanhar o trabalho de Rachel Ripani, que ainda não vi em musicais. Mas me lembro de uma cena de Pobre Super-Homem, montagem dirigida por Sérgio Ferrara em 2000, em que Rachel cantava e exibia uma belíssima voz. Ou seja, muito provavelmente também fará um bom papel. Logo poderemos conferir.

O outro musical que vi, esse no sábado, foi The Little Night Music, uma pequena jóia de Stephen Sondheim, que ganhou uma sobrevida na Broadway depois de uma troca de elenco. Acredito que muitas pessoas pessoas prefeririam ver Catherina Zeta-Jones em cena, mas eu fui com mais vontade para ver a sua substituta, Bernadette Peters, uma das minhas preferidas na Broadway, especialmente em espetáculos de Sondheim. Mas disso vou tratar melhor em outro post.

domingo, 24 de outubro de 2010

Les Miserables - Javert´s Suicide com Saulo Vasconcelos

'Os Miseráveis' Brasil - 2001 Teatro Abril - O Suicidio de Javert interpretado por Saulo Vasconcelos e Marcos Tumura como Jean Valjean.



sábado, 23 de outubro de 2010

Fãs de musicais fazem loucuras para acompanhar seus ídolos


Entre os atores mais idolatrados no gênero estão Kiara Sasso e Saulo Vasconcelos, que estreiam 'Mamma Mia' no dia 11 de novembro, no Teatro Abril

Por Mariana Bernun 27/10/2010



Devoção ao primeiro “alô”: a estudante Carla não mede esforços para prestigiar Saulo Vasconcelos (à dir.)

Quando assistiu ao seu primeiro musical, ‘Les Misérables’, em 2001, a estudante de ciências contábeis Carla Gomes não se entusiasmou. “Como poderiam gostar daquele bando de gente cantando o tempo inteiro?” Ela voltaria ao Teatro Abril seis anos depois. Suas amigas insistiram que todas precisariam ver a última apresentação da atriz Kiara Sasso em ‘O Fantasma da Ópera’. No fim da peça, a turma ficou aguardando a saída do elenco para tirar fotos e pedir autógrafos. Carla nem quis saber. Na manhã seguinte, sonolenta, ligou para uma prima a fim de bater papo. “O telefone chamou três vezes e eu estava quase desligando quando ouvi uma voz grave: ‘Alô’”, conta. Imediatamente ela pediu desculpas e desligou o telefone. Havia digitado algum número errado.

Passadas algumas semanas, a menina ouviu seus amigos cantarolando uma das músicas de ‘O Fantasma’ e teve um estalo. Ligou novamente para o tal número da voz misteriosa e desatou a falar: “Alô, tudo bem? Meu nome é Carla, e há algum tempo telefonei para você por engano tentando falar com a minha prima. Estou ligando novamente, pois achei sua voz muito parecida com a de um ator de musicais. Você é o...” Antes mesmo de completar a frase, a voz a interrompeu: “Saulo Vasconcelos”.

Numa incrível coincidência, era ele, o protagonista de O Fantasma. “No início fiquei com receio, pensando ser alguma fã com mania de perseguição”, lembra ele. “Depois relaxei e começamos a conversar.” Ficaram amigos, e Carla passou a se interessar bem mais por musicais. Além de não perder um espetáculo, fez aulas de balé, teatro e foi aluna de técnica vocal do próprio Saulo. Está contando as horas para assistir ao seu ídolo em ‘Mamma Mia!’, que estreia no próximo dia 11 no Teatro Abril. Para ver 'O Fantasma', ela já voou para Buenos Aires, na Argentina. Na viagem, carregou a amiga Annelise Viudes, que conheceu numa comunidade do Orkut dedicada ao gênero. Foi quase como um encontro de almas gêmeas.

Tudo por 'A Noviça Rebelde': a dentista Annelise viu a peça 36 vezes


A cirurgiã-dentista Annelise gaba-se de ter assistido a pelo menos onze musicais no Rio de Janeiro e em São Paulo. Só 'A Noviça Rebelde' ela viu 36 vezes (você leu certo!). “Sei de cor cada passo e expressão dos atores em cena.” Ela guarda todos os ingressos das peças a que foi. Alguns foram presenteados pela atriz Kiara Sasso, que fazia o papel principal em ‘A Noviça’ e será Donna, a mãe solteira dona de um pequeno hotel em uma ilha grega que não sabe a identidade do pai de sua filha, de ‘Mamma Mia!’. “Eu acho muito legal que essas pessoas se interessem em conhecer o artista fora da peça e vejam todos os musicais que a gente faz”, diz Kiara.

Há quem mude de vida em razão da cantoria nos palcos. Depois de assistir a ‘A Bela e a Fera’ e ‘My Fair Lady’, o então administrador de empresas Denny Naka criou um blog dedicado a elogiar A ‘Noviça Rebelde’. A brincadeira fez sucesso e os diretores Charles Möeller e Claudio Botelho o chamaram para tocar o blog oficial da peça. “Por meses, circulei pelos bastidores tirando fotografias, fazendo entrevistas e produzindo vídeos.” Um sonho. Atualmente, Naka trabalha com produção de conteúdo exclusivo para internet de espetáculos teatrais. “Quando vi o que ele estava fazendo, achei a iniciativa muito bacana”, afirma Möeller. “Eu mesmo já fiquei muitas vezes na porta de teatros da Broadway esperando para falar com artistas. Então, sei muito bem o que é ser um fã.”

O administrador Naka criou um blog para 'A Noviça Rebelde' e foi chamado para trabalhar nos bastidores

Veja São Paulo

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Saulo Vasconcelos, dos ensaios de Mamma Mia! direto para o Blog

Acompanhe o vídeo feito por Saulo Vasconcelos direto dos ensaios de Mamma Mia! que passaram a partir de hoje a acontecer no teatro Abril.


video

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Trajetória: Saulo Vasconcelos e Kiara Sasso

Saulo Vasconcelos e Kiara Sasso a maior dupla do teatro musical brasileiro estarão novamente nos palcos do teatro Abril depois de tantas jornadas juntas como:

A Bela e a Fera (2002)



O Fantasma da Ópera (2005)



A Noviça Rebelde (2008)



E agora eles estão juntos novamente em Mamma Mia! como Sam e Donna...

...no teatro Abril. Estreia 11.11.2010. Não Percam!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Revista Caras: Agenda

Leila Chagas e Carina Costa, da Fina Filmes, recebem Saulo Vasconcelos, Cleto Baccic e Pamela Otero na festa da produtora, no Lions Nightclub, em São Paulo.



terça-feira, 12 de outubro de 2010

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Assista vídeos exclusivos do musical Cats


Do ClickCultural

Cats fez sua última apresentação no dia 19 de setembro no Teatro Abril em São Paulo. Antes que a temporada terminasse na capital paulista, a equipe do ClickCultural foi ao camarim dos gatos Jellicle para registrar o que rola por trás das cortinas.

Nos vídeos, Saulo Vasconcelos pegou o microfone e foi falar com seus companheiros de palco. Além disso, antes de conversar com o elenco o ator falou um pouco sobre o mundo dos musicais.

As cenas também trazem um bate papo com Sara Sarres, Cleto Bacic, cenas da sala da orquestra, o elenco se aquecendo, ou seja, imperdível.
Acesse e assista todos os vídeos: ClickCultural

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

S.O.S Mamma Mia! Entrevista exclusiva de Saulo Vasconcelos


Confiram a entrevista exclusiva de Saulo Vasconcelos sobre o espetaculo Mamma Mia! e fotos do elenco.


O que Mamma Mia tem de diferente com relação a CATS até agora?

Saulo: Bom... O processo realmente é diferente. Voltamos a ter uma estória com personagens bem definidos, assim como seus conflitos. Em CATS o espetáculo era mais voltado pro uso do poema musicado. Nosso diretor, o Robert, que já trabalha com Mamma Mia há exatos dez anos, é muito meticuloso na construção das cenas, promovendo debates do texto e a criação da história de cada personagem. Estamos apenas na terceira semana, mas trabalhando muito pra trazer o melhor espetáculo possível pra São Paulo.


Saulo e o diretor Robert

Como é trabalhar de novo com velhos amigos, como Cleto Baccic, de CATS, e, principalmente Kiara Sasso, com quem vc já fez tantos espetáculos de sucesso?

Saulo: Kiara é um grande nome do teatro musical. É referência pra muitas atrizes que querem fazer suas carreiras em teatro musical. E pra mim sempre será uma honra e um prazer enorme dividir o palco com ela. O Baccic é meu amigo há muitos anos já. Sempre me motivou e inspirou o melhor de mim como artista. Fora outros amigos como Mariana Hidemi, Cesar Moura, Andrezza Massei, Paula Capovilla, Thiago Machado e outros, com quem dividi o palco em outras ocasiões.

Saulo e Kiara Sasso

E seu personagem, Sam Carmichael, o que vc pode falar sobre ele?

Saulo: Ainda não posso falar muita coisa, pra não estragar a surpresa. Mas sei que é um presente, depois de tantos anos no meio, poder fazer um papel que já foi feito pelo Pierce Brosnan (risos). Brincadeiras à parte, acho que será um personagem que vai marcar presença no espetáculo com seus conflitos e frustrações, que também não posso dizer ainda quais são.


Como está o Saulo Vasconcelos, depois de tanto tempo na estrada? Está mais maduro? Existe algum desafio mais? Ou nada mais é novidade?


Saulo: Olha... se eu dissesse que não existe novidade, seria mentira. Quando o espetáculo é novo, já existe a novidade do ineditismo dele. Por outro lado, o processo que vai me trazer um pouco mais de tranquilidade pra execução dos requisitos do espetáculo, é que não são mais novidade. Porque sempre seguem mais ou menos um padrão. Texto, música e dança. E como juntar tudo isso. E os macetes pra juntar tudo isso, sem prejudicar o personagem ou a estória. Me sinto mais maduro, porque não tenho mais tanta dificuldade pra resolver os problemas que aparecem. Mas a empolgação não diminui nunca!


Pati Amoroso e Saulo

Um último recado pra galera do blog?
Saulo: Não percam o espetáculo! Eu já arrisco dizer que será um sucesso! Por todos os elementos do espetáculo em si, e ainda mais pelas pessoas que estão cuidando dele. Desde a direção, passando pelo elenco e o pessoal da produção! Quanto às pessoas que entram no blog, meu muito obrigado pelo carinho, pelas mensagens de incentivo e apoio. Mesmo eu me considerando um privilegiado por ter uma carreira tão bonita, eu não canso de dizer que é uma profissão com muitos desafios e até certo ponto desprestigiada, na maioria das vezes. Daí a importância de ter uma resposta direta das pessoas que nos prestigiam! Obrigado!

Cleto Baccic, Pati Amoroso, Saulo Vasconcelos e Carlos Arruza

Veja foto do ensaio do espetaculo Mamma Mia


Para os fãs que estão aguardando ansiosos a chegada de Mamma Mia, foi divulgado uma foto com todo o elenco reunido através de um dos ensaios. Veja a foto abaixo.


O musical estreia a partir do dia 11 de novembro no Teatro Abril em São Paulo. A montagem já foi traduzida para quatorze idiomas, como japonês, italiano, coreano, dinamarquês, francês, alemão, espanhol e russo. A trama é apontada pelos críticos como o Musical Nº1 do Mundo, além disso, ganhou uma versão cinematográfica em 2008, com os atores Meryl Streep e Pierce Brosnan.

A produção brasileira contará com um elenco totalmente nacional de 32 atores. Como protagonistas, Kiara Sasso no papel de Donna (a mãe), Pati Amoroso na pele da filha Sophie, Saulo Vasconcelos, Cleto Baccic e Carlos Arruza, respectivamente, Sam, Harry e Bill (os três possíveis pais). A atriz Rachel Ripani interpreta Tanya, a melhor amiga de Donna, divorciada três vezes e rica. Além disso, a trama contará com figurinos e cenários originais e letras adaptadas para o português por Claudio Botelho.


domingo, 3 de outubro de 2010

Musical: Mamma Mia!

Por Por Adriana Balsanelli / Arteplural

Musical MAMMA MIA! Apresenta elenco brasileiro e abre venda para público



O musical, fenômeno mundial, chega ao Brasil e estreia dia 11 de novembro no Teatro Abril. Produção brasileira ganha versões de Cláudio Botelho e conta com Kiara Sasso, Saulo Vasconcelos e Rachel Ripani no elenco de 32 atores. Ainda em cartaz em 7 teatros do mundo, incluindo um em Londres, o espetáculo já se apresentou em mais de 240 cidades

Uma mãe. Uma filha. Três possíveis pais. Um dos mais famosos musicais do mundo, MAMMA MIA! - com ingressos sendo vendidos desde 26 de setembro – apresenta seu elenco brasileiro de 32 atores. Como protagonistas, Kiara Sasso no papel de Donna (a mãe), Pati Amoroso na pele da filha Sophie, Saulo Vasconcelos, Cleto Baccic e Carlos Arruza, respectivamente, Sam, Harry e Bill (os três possíveis pais). A atriz Rachel Ripani interpreta Tanya, a melhor amiga de Donna, divorciada três vezes e rica. A produção brasileira de MAMMA MIA! contará com figurinos e cenários originais e letras vertidas para o português por Claudio Botelho.

O musical chega ao Brasil para temporada no Teatro Abril, apresentado pelo Bradesco Seguros e Previdência e co-patrocínio Cielo e Telefonica. MAMMA MIA! é uma realização da TIME FOR FUN com versão em português e estreia em São Paulo, dia 10 de novembro (para convidados) e 11 de novembro (para o público). A montagem original, adaptada para os palcos brasileiros, ganha versões de Cláudio Botelho para 23 músicas do grupo ABBA e 32 artistas no elenco, entre eles Kiara Sasso (Donna), Saulo Vasconcelos (Sam), Raquel Ripani (Tanya) e Cleto Bacic (Hary).

Sucesso arrebatador que já foi traduzido para 14 idiomas, como japonês, italiano, coreano, dinamarquês, francês, alemão, espanhol e russo, MAMMA MIA! está simultaneamente sendo apresentado em 7 diferentes teatros do mundo, incluindo a produção original em Londres, Broadway e a turnê pelos Estados Unidos, além das turnês australiana, coreana, japonesa. Nos próximos anos, produções de MAMMA MIA! vão estrear em Milão, Copenhagen, Paris, China, Madri e África do Sul. Na trilha do sucesso nos últimos 11 anos desde sua première em Londres em 1999, MAMMA MIA! estreou num maior número de cidades do mundo mais rapidamente que qualquer outro musical na história.

MAMMA MIA! é baseado em músicas do quarteto sueco ABBA, com letras e músicas de Benny Andersson e Björn Ulvaeus. Foi produzido originalmente por Judy Craymer e Richard East, que ao lado dos próprios Andersson e Ulvaeus iniciaram em 1996 os primeiros passos para que MAMMA MIA! chegasse aos palcos três anos mais tarde.

Site oficial: http://www.musicalmammamia.com.br/

Local: Teatro Abril - Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista.
Estreia dia 11 de novembro de 2010 (para público), dia 10 para convidados

Dias e Horários: Quartas, Quintas e Sextas, às 21h; Sábados às 17h e 21h; Domingos, às 16h e 20h.
Duração do espetáculo: 2h40 (com intervalo de 20 minutos)

Capacidade: 1.530 lugares

Estacionamento: O teatro não possui estacionamento próprio
Assentos: O teatro conta com 16 assentos para deficientes físicos e 11 para pessoas obesas.
Classificação etária indicativa: Livre - Menores de 12 anos acompanhados dos pais ou responsável legal.

Meio de Pagamento Preferencial: American Express MemberShip Cards e Bradesco Cartões

BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA

Teatro Abril - 2ª a Sáb, 12h às 20h; Dom, 14h às 20h; - Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411,
Bela Vista.

LOCAIS DE VENDA - COM TAXA DE CONVENIÊNCIA

Pontos de venda no link: premier.ticketsforfun.com.br/content/outlets/agency.aspx
Central Tickets For Fun: por telefone, entrega em domicílio (taxas de conveniência e de entrega) - 4003-5588 (válido para todo o país), das 9h às 21h - segunda a sábado.
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br (entrega em domicílio - taxas de conveniência e de entrega).

Formas de Pagamento: Dinheiro, cartões de crédito American Express, Visa, MasterCard, Diners e
Cartões de Débito Visa Electron e Rede Shop. Mais informações: Musical MAMMA MIA!

sábado, 2 de outubro de 2010

"Duas semanas depois do fim de CATS..."


"Eu sinto muita falta dos meus filhotes lindos e talentosos. Aprendi muito com aqueles atores e seres humanos incríveis! Ficamos amigos, saímos pra jantar. Rimos e choramos juntos, literalmente. Uma das coisas que eu mais curtia no espetáculo era a minha relação com o elenco. Como eles são maravilhosos e dançam muito e eu só dançava o primeiro número, descobri que teria que fazer alguma coisa pra compensar, pra me fazer presente no palco nos números onde ficasse ali, sentado no pneu, somente observando a tribo. Lembro que nosso diretor, Richard Stafford, dizia ao elenco, o tempo todo, pra me olharem e se comunicarem comigo com reverência e respeito. E, como já disse em outras entrevistas, me deram Buda como referência pra construção da imagem da personagem. Bom Deuteronomy seria o Buda dos gatos. E eu criei esse Buda alegre, que às vezes tirava uma licença poética e gritava pra estimular os companheiros em cena, muitas vezes sentindo dor e cansados.


Quando me falaram que ficaria no intervalo do primeiro pro segundo ato sentado ali no pneu, eu não imaginei que o carinho do público aqui no Brasil ia ser tão grande. Eu estava lá, sentadinho, conversando com as pessoas que entravam na fila pra visitar o palco, quando um belo dia alguém acenou lá da platéia. Eu hesitei, mas acenei de volta. Sempre acreditei que a interação entre ator e público, no meio de uma peça, é discutível, dependendo do tipo de espetáculo. Em CATS, essa interação cabia perfeitamente. E outra: eu estava no meio do intervalo! Bom, mas voltando ao tema. Eu acenei de volta e outras mãos surgiram, retribuindo o aceno. E mais gente começou a acenar. Quando percebi, o teatro inteiro estava acenando!!! Então, tive um estalo. Vou tentar puxar uma OLA. Tentei uma vez. As pessoas não entenderam. Tentei outra vez, algumas dezenas reagiram. Pensei: Poxa! Imagina se esse teatro todo se juntar na ola!? Ia ser fantástico! Então resolvi contar: UM, DOIS, TRÊS... eeeeeee....


E o resultado está aí no vídeo abaixo...."


Saulo Vasconcelos